Fevereiro 22, 2015

O Guitarrista Freelancer

O Guitarrista Freelancer

Neste artigo vamos encarar a gravação de guitarra pela visão do guitarrista que foi convidado para participar de uma sessão de gravação. Como ele deve se preparar? Como deve se portar? O que deve ou não exigir do técnico ou produtor?

O PRIMEIRO CONTATO

Procure obter o máximo de informações sobre a gravação e sobre as pessoas que participarão. Se for um trabalho de um artista já conhecido, escute discos dele e se intere do estilo. Não fique com vergonha de perguntar o que o produtor e o artista estão querendo. Mantenha em mente que se eles te chamaram é bem possível que estejam buscando exatamente o seu estilo. Porém, em alguns casos, o produtor não faz a menor idéia das habilidades do músico que está contratando. Pra mim o importante é imprimir a sua personalidade na faixa que está gravando. Obtenha informações sobre o estúdio. Como é a sala de gravação? Qual o equipamento? Se eles tem amplificadores… Quanto mais informações, melhor. Procure saber se o estúdio tem site, lá você conseguirá muitas informações importantes.

ESCOLHA DO EQUIPAMENTO

Saiba o que deve levar para a gravação. Que tipo de guitarra: Strato, Tele, Semi-Acústica.. Que efeitos? Vai usar amplificador ou simulador, mono ou stereo… Não leve coisa demais. Conversando antes do dia da gravação você economizará um bom tempo de preparação. É claro que se puder levar algumas opções interessantes, leve! Impressione o produtor e o artista, demonstre que está preparado e interessado em conseguir uma boa sonoridade. É muito chato quando no meio da gravação você pensa: “Eu poderia ter trazido a outra guitarra, nessa parte da música ela ficaria bem…”. Mas procure também não encher a cabeça do produtor com um milhão de opções. Escute a música com calma, mais de uma vez, pense um pouco e decida qual opção de equipamento é a mais adequada para aquela canção. Comece por essa primeira idéia e se o produtor não curtir passe para a segunda opção.

PREPARAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS

Nunca chegue numa gravação com seus instrumentos mal regulados, não afinando, com cordas velhas ou novas demais (troque no dia anterior, nunca no mesmo dia). Confira se todos os cabos são de boa qualidade e estão em bom estado, confira se os jacks estão firmes e sem ruídos. Leve cordas extras e baterias novas.
As fontes para os pedais devem ser de excelente qualidade, na hora da gravação elas podem ser um problema. Fontes não apropriadas podem causar ruídos e interferências. Não economize nessa área: Cabos e fontes são importantíssimos. Você pode arruinar seu som usando material de segunda.

A CHEGADA AO ESTÚDIO

Chegue sempre com uma boa antecedência, 30min a 1 hora se possível. Ligue para o estúdio e saiba sobre estacionamento e se eles possuem alguém para ajudar com o equipamento. Não é bom carregar muito peso antes de tocar, você pode tencionar demais os músculos e acabar tenso na hora de tocar.
Procure decorar o nome das pessoas que estão no estúdio, principalmente do produtor, do artista e do técnico. Decore também o nome do assistente, afinal é com ele que você conseguirá toda ajuda necessária.

O QUE PEDIR, PRÁ QUEM PEDIR E COMO PEDIR

É importante que você identifique bem e respeite as funções de cada um dentro do estúdio. O normal seria o seguinte:

Produtor: É o chefe da gravação, a palavra final é sempre dele, você deve se dirigir a ele sobre qualquer opinião ou dúvida sobre a música, o timbre e etc. Não passe sobre a autoridade do produtor, você não colherá nada de bom com essa atitude, será muito mais interessante se ele ficar do seu lado.

Artista: Em alguns projetos o artista também assume a co-produção ou até mesmo a produção do disco. No caso de ser co-produtor as dicas dadas para lidar com o produtor também se aplicam. Com o agravante de você estar lidando com um “artista”. Pode ser difícil de identificar quando o ele co-produz ou não o disco, e de maneira nenhuma pergunte sobre isso!!! Procure sentir no ar quem manda. Não é o caso de você não dar a menor bola pra quem não manda, é só saber que a opinião final é de quem está a cargo da produção.

Técnico: Esse também pode assumir a dupla responsabilidade de gravar e produzir o disco. Caso ele esteja nitidamente na posição de técnico ele é responsável apenas pela parte técnica da gravação (embora possa dar opiniões). Dirija a ele e ao produtor suas dúvidas sobre o timbre, ofereça outras possibilidades sonoras. Caso a figura do produtor esteja presente, não dirija ao técnico dúvidas musicais, não pergunte a ele se o take valeu, pergunte ao produtor. Para o técnico você pedirá qualquer mudança na mixagem que você está ouvindo durante a gravação, é importante estar a vontade.

Assistente: Esse não manda nada… Mas ao mesmo tempo ele pode facilitar demais a sua vida, então trate bem seu assistente. É dele que você conseguirá água, cabos extras, outro fone (ele saberá qual é o melhor fone pra você), pode lhe ajudar na troca de instrumentos e cuidará bem do seu equipamento.

A POSTURA

Boa parte do sucesso de um músico se deve à sua postura. Mesmo sendo um excelente guitarrista, você pode não ser chamado novamente por motivos aparentemente sem importância.
Procure se envolver com o trabalho, não seja frio. Elogie a música sem exageros. Se não tem nada de bom pra dizer não diga nada!! Esse é um bom ditado!!

No estúdio os egos podem causar alguns conflitos, alguns produtores podem sentir a necessidade de mostrar poder. Não tome isso como pessoal. Procure usar a paciência, não se irrite com facilidade e aceite as críticas. Aceite ser dirigido!! O produtor está sendo pago para isso e todos querem o melhor pro disco. Seja confiante, ele pode ser o “chefe” da gravação, mas você é o guitarrista!!! Uma boa dica é manter em mente o seguinte: quanto mais alguém sente necessidade de se afirmar mais inseguro ele é, então, quanto mais te encherem o saco mais se encha de segurança e passe para a música que está gravando essa sensação, (quase sempre) ninguém ali entende melhor o seu instrumento do que você!!!

Guitarra , Instrumentos # , ,
Share: / / /

3 thoughts on “O Guitarrista Freelancer

  1. Ricardo disse:

    Segunda vez que visito aqui, gostando como sempre. Vlw.

    1. admin disse:

      Obrigado Ricardo. Espero que as coisas acalmem um pouco para que possamos produzir novos textos.

  2. Mendes disse:

    Olá gostei do artigo, aguardo mais dicas preciosas como esta. Convido você a visualizar meu site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *